2 de dezembro de 2008

MAM e Masp na rota de Vik Muniz em 2009

Vik Muniz é um dos artistas plásticos que fazem meu queixo cair. Tudo que ele cria nas telas (seja com tintas, geléias ou detritos) me encanta. Para quem não sabe, uma nota de rodapé: antes de estudar jornalismo, arrisquei um vestibular para belas artes, com foco em escultura. Passava dias inventando formas à argila que comprava na saída da escola. Sim, vivendo e aprendendo mais sobre os outros (risos).

Pois o rapaz paulistano nascido em 1961, há anos radicado em New York, desembarca no Brasil na última semana de janeiro para romper a fita da exposição 'Vik' no MAM. Após ocupar galerias no MoMA, no Miami Fine Arts Museum e na Cidade do México, a mostra chega aqui em versão ampliada: são 150 imagens, parte delas inédita.

Patrocinada pelo Bradesco Seguros, 'Vik' fica em cartaz no Rio de Janeiro até março. Em abril, salta para o Masp, em São Paulo. Vik Muniz é "o único brasileiro vivo que consta do livro '501 great artists of all time', da Penguin Books, que acabou de sair", informa Joaquim Ferreira dos Santos em sua coluna no Globo. O outro compatriota incluído na seleção gringa é Hélio Oiticica (1937-1980).

* Reprodução da Monalisa por Vik Muniz *

3 comentários:

Kika Gada disse...

Belas artes? Tô bege!

monica disse...

na época da faculdade, adorava trocar trabalhos de artes (lembro bem de uma dissertação sobre 'o jardim das delícias', do bosch) pelos de estatística e marketing. adivinha quem trabalha em grandes empresas hoje? hahahaha

Adriana Farias disse...

Olá Monica!

Gostaria de saber de onde você conseguiu a informação de que Vik Muniz estará em abril no Masp.


Abraços,