4 de dezembro de 2008

Val Becker canta domingo no Parque das Ruínas

A logomarca da banda é uma clave de fá semelhante àquela que a moça tatuou no ombro esquerdo. Quer ver a tatoo e ouvir o som magnético e brasileiríssimo de Val Becker & Bando? Domingo, 7 de dezembro, tem: a cantora e compositora se apresenta com seu quarteto no Parque das Ruínas, em Santa Teresa, às 18h. O show é grátis e para todas as idades!

No cardápio, só autorais e por pouco tempo inéditas, entre elas a papo-cabeça “Kafka”, o reggae pueril “Trilhos infinitos”, as descontraídas “Viver”, “Minhocas e muito mais” e “Trança” (esta foi usada na trilha sonora de um comercial de celular da Sony Ericsson exibido nos cinemas do Rio de Janeiro e de São Paulo), a sacolejante “Tranqüilidade pra nós”, a psicodélica “Paz pós pus” e a deliciosamente irônica “Loucos são os outros”, que nomeará o disco de estréia da cantora.

Do samba rock ao drum'n'bass, entremeando jazz, xote, blues, soul, reggae e baião: eis uma das maneiras de falar sobre a música de Val Becker, defendida a cordas, batidas e fogo por Felipe Rodarte e Leo Ribeiro nas guitarras, Lula Mattos no baixo e André Fioroti na soma de percussão e bateria, instrumento que está ficando conhecido como percuteria.

Quem é Val Becker
Gaúcha de Porto Alegre, Val Becker compõe desde os dez anos, quando descobriu o violão do avô em cima de um armário. As primeiras músicas eram instrumentais, apesar da menina gostar de fazer verso. Aos 18 anos, com a voz mais preparada, arriscou cantar numa banda da cidade e adorou a experiência. Em 1992, Val desembarcou no Rio de Janeiro trazendo meia dúzia de roupas e, claro, o violão.

Conheceu bandas em início de carreira e músicos inspirados, entre eles Daniel Castanheira que hoje acompanha a cantora Ava (filha de Glauber) Rocha e os rapazes do Los Hermanos (Marcelo Camelo tocou pandeiro numa gravação dela), e se apresentou em lugares como Mistura Fina, Ballroom, Castelinho do Flamengo, Sérgio Porto e Planetário da Gávea. O filho Daniel nasceu em 1994. No mesmo ano, Val começou a estudar jornalismo na PUC Rio, de onde saiu em 2000 com o diploma debaixo do braço.

Val se afastou dos palcos, mas manteve a ligação com a música através das composições e da poesia, que pode ser conhecida através de blog www.valbecker.blogspot.com, criado em 2004. No ano seguinte, voltou aos ensaios e produziu novas músicas que traduzem sentimentos universais. São estas canções que você vai conhecer ao vivo domingo no Parque das Ruínas.

* Fotos de Monica Ramalho *

6 comentários:

Anônimo disse...

Hummm um convite assim, como não aceitar!? Lindo.
Eu vou. Beijos, Mel

monica disse...

espero você, mel! e super bem lembrado: ESTÃO TODOS CONVIDADÍSSIMOS! :))

Kika Gada disse...

Recomendo!

Claudia Holanda disse...

eu vou!!! uhu!!

Anônimo disse...

belas fotos! =)
bjs debb

PAUL CONSTANTINIDES disse...

bela val
pena q moro tao longe do Rio
mas tenho certeza q vais brilhar no dia 07 com sua musica e seu bando....o som eu conheco (o q tem la no myspacemusic) e eh muito bom...beleza!!!
bjs
abs
paul

ps..a foto que a monica tirou de vc deitada/olhos fechados..super zen e linda..