20 de julho de 2008

'Encontro marcado' nos tempos modernos

Prosear com a querida Marcella Sobral é feito escorregar num arco-íris: no final das contas, você sempre encontra um pote de ouro, seja em forma de sorriso, de uma frase espirituosa ou de histórias engraçadas que ela viveu outro dia. E, geralmente, acontece o mesmo via seus textos jornalísticos.

Ao abrir a Revista do Globo deste domingo, topei com uma reportagem incrível sobre 'Speed dating' - em bom português,
'encontro marcado', como no romance de Fernando Sabino,
mas adaptadíssimo aos tempos modernos. Ao narrar como transcorre essa paquera premeditada, escreve a moça:

"Antes de o jogo começar, um mestre-de-cerimônias fez uma apresentação dos candidados perguntando o que eles mais gostam de fazer, as maiores virtudes, uma coisa meio animador de festa infantil. Enquanto as mulheres elegeram o teatro ou o cinema como os hobbies preferidos, optei por uma atividade mais radical: videogame. Pronto, já tinha arrumado conversa com a maioria dos rapazes. Nessas horas, guerra é guerra. O Truffaut a gente negocia depois".

Quer ler a matéria na íntegra? Divirta-se aqui!

* Foto de Camila Maia *

2 comentários:

paul constantinides disse...

A celebração do acaso é um barato.
Mas a coisa ficar assim, tipo, circunscrita num âmbito, num programa....
Não curto.

monica disse...

também sou adepta do acaso, paul. mas que a matéria ficou um barato, ficou ;)