16 de setembro de 2008

Em outra língua

É claro que essa não foi a primeira vez que senti falta do inglês, a maldita 'segunda língua' que todos temos que saber desde os cueiros para engatinhar neste mundo competitivo e globalizado. Já tentei aprender outras vezes, admito. E até me interessei pela dinâmica da Cultura Inglesa nos dois semestres em que estive por lá, mas mudei de emprego, não havia 'Adult Centre' na unidade mais próxima e me recusei a estudar com crianças!

Outro dia, assisti a um concerto inebriante, dos gringos Haim Isaacs e Izidor Leitinger, na MIMO e fiquei na vontade de trocar umas idéias com eles. Quem disse que consegui? Um sorrisinho pra cá, outro 'congratulations' pra lá e um 'see you' evasivo no final, com retirada à francesa para não parecer antipática.

Tudo isso para contar que hoje começam minhas aulas semanais do idioma da terra do jazz com uma professora particular. Aliás, faremos eu e Val (que fala mais do que eu, o que, convenhamos, não é difícil). Já tiramos o pó das gramáticas e dicionários e tal. Adoro me equipar! Difícil mesmo vai ser não sair enrolando a língua: a professora ensina bem ali no Baixo Gávea :))

* Foto de Chris Amaral *

10 comentários:

Sacha disse...

Mas as aulas não vão ser exatamente na mesa de bar, não ne?!?! Aula particular é muito bom, só complica porque tem a possibilidade de desmarcar... Não caiam nessa! O meu inglês também é intuitivo, adoro aquele vozeirão em off, de trailer de filme de suspense americano! O inglês fácil e mágico dos Beatles... Mas minha paciência para aulinhas, principalmente com crianças (concordo com você!) é curta. Morei 3 meses em São Francisco, na Califórnia, foi um intensivão inesquecível, recomendo a todos. Bj!

Claudia Holanda disse...

moniquinha, eu bem sei do teu passado nessa aulas da Cultura. as apresentações entre os alunos nunca foram as mesmas.

feroli disse...

Terra do blues!!!!!
Pelo jeito as dificuldades de Moniquinha serão outras.....

Val Becker disse...

Ahahahahah... Claudinha! Inesquecível mesmo sem ter visto a cena (infelizmente!!!)
Mas hoje a coisa lá vai ser diferente... a teacher já sabe quem somos, portanto, dispensa apresentações detalhadas.
:))

monica disse...

gente... hahaha... impagável a aula e só conto ao vivo hahahaha

PAUL CONSTANTINIDES disse...

Very good Monica.
first..correct Adult Centre....no no...
Adult Center..KKKKKKKK

aqui. fica o minha oferta para ajudas online...duvidas, etc, sobre a lingua da terra do blues, do jazz e da torta de queijo..hummm

nao eh dificil aprender ingles, pior eh para o falante da lingua inglesa aprender a nossa..sei disso, pq dou aulas de portugues por aqui, entre outras coisas.

abs
bjs
paul

PAUL CONSTANTINIDES disse...

aqui vai a primeira licaozinha online.KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

paul, do you can indicate for me some grammar in english?

quando fazer uma pergunta em ingles o verbo vem antes do YOU, HE, I, etc..
entao o correto eh

CAN YOU INDICATE?

OUTROS EXs.

HOW ARE YOU?

CAN YOU SEND MY CD? (KKKKK)

NAO ESQUENTA NAO MENINA.
BJS
PAUL

E PUTZ ESTE SHOW DO 3D AI NO RIO...MAIS UM LANCE LEGAL Q ESTOU DEIXANDO DE VER...SNIFSSS

PAUL CONSTANTINIDES disse...

CORRIGINDO O CORRIGIDO..
:-(

CAN YOU SENT ME MY CD?

professor ruinzinho este daqui...precisando de muito cafeh hoje.
abs

Claudia Holanda disse...

Paul, outra coisa..

"Centre" é correto no inglês britânico, como é o caso da escola cultura inglesa.
Falar "Center" é inglês americano.

PAUL CONSTANTINIDES disse...

merci claudia