1 de maio de 2008

Paisagem interior



lá vem a sensação
dos meus pés dividindo a terra.
é preciso ter calma
para não mover a montanha
e tapar o sol.
aos poucos aumenta o vão
e a angústia é não saber
de que lado fica a noite
para onde vão as estrelas
e onde descansam os pássaros.

(Poema de Val Becker, a ser publicado no seu livro de estréia - 'Diário de bordo da loucura' - e clique de Monica Ramalho)

3 comentários:

PAUL CONSTANTINIDES disse...

belo poema da val...
pois eh menina de que lado fica a noite? esta pergunta as vezes bate mesmo no peito....
a foto, monica, DEZ!!!

abs
paul

joana disse...

A foto é realmente muito boa...a foto é realmente muito boa...a foto...

monica disse...

paul e joana: obrigada pelos elogios. e pensar que é dessas fotos fora de foco que a gente costuma apagar, hein? ;)