31 de janeiro de 2008

Caravana Rolidei



A tarde escurecia rapidamente na Lagoa Rodrigo de Freitas quando fiz esta foto. As luzes num clima meio cabaré me lembravam o delicioso 'Bye bye Brasil', dirigido por Cacá Diegues em 1979, que revi no ano passado. Aliás, desde então, venho revisitando os meus filmes clássicos, entre eles 'Assédio', do Bernardo Bertollucci, e 'As horas', de Stephen Daldry.

E agora, enquanto observo os detalhes da imagem, penso com meus botões sobre essa dificuldade de achar o tom que nos acomete a todos, com eventuais tréguas, a vida inteira.

2 comentários:

Val disse...

Bah! Esse tom danado...
Às vezes a gente demora e quando acha que descobriu o cabra, num era bem ele!
Noutras, precisamos modular, subir ou descer o tom pra ficar mais confortável.
Mas creio que o gostoso mesmo é poder entregar-se às tréguas e deixar que ele venha por si.
Como o tempo e as bolhinhas de sabão.

Né, amada?
Beijo.

Arlindo disse...

Bom era achar o Tom ali logo na primeira mesa da (velha) Plataforma.
Linda foto, moça!
Beijo